Nascida às 3h da manhã, Dayane é do Leão!

Por Tati Dias - Assessoria de Comunicação

Institucional em 05/02/2019 Compartilhar

Em 5 de fevereiro de 1905 nasceu um grande Clube, 114 anos depois, veio ao mundo, uma pequena azulina de pai e mãe, a pequena Dayane, que mesmo sem saber o que estava acontecendo na sala da maternidade da Santa Casa de Misericórdia do Pará, já tinha seu futuro traçado: ser mais um membro de uma Nação Azul marinho e pertencer à maior torcida do norte do país.

Com o intuito de presentear com um enxoval o primeiro bebê nascido na data de hoje na Santa Casa, a Diretoria de Responsabilidade Social do Clube do Remo, em parceria com o Espaço Azulino, levou, não só presentes, mas muita alegria para quem trabalhava ou estava internado no local.

A pequena azulina veio de parto normal às 3h desta madrugada, pesando 2.870kg e 49 centímetros. Após cinco horas de trabalho de parto, a mãe, Dreyse Fernandes Cunha, de 24 anos, moradora da região das ilhas, no município de Abaetetuba, nordeste paraense, já não conseguia conter a emoção com a chegada de sua primeira filha, e se encheu de orgulho com a visita da equipe remista “A emoção é tremenda. Eu não esperava essa equipe chegar aqui, é emocionante saber que fora de campo o clube se preocupa com esse tipo de ação. Vamos chegar em casa cheio de presentes, vai ser uma festa dupla na família”, disse a parturiente.

O pai é pedreiro, Reinaldo Pinheiro tem 24 anos, e, todo orgulhoso, exibia os presentes e a sua bela pequena remista, a primeira filha do casal. “Minha primeira filha, meu presente de Deus, já esperávamos essa dádiva há algum tempo. E agora estamos mais alegres por receber representantes do clube que a gente torce aqui, por saber que são solidários com os pacientes da maternidade, isso nos alegra muito”, afirmou Reinaldo.

Para a Diretora de Responsabilidade Social do Remo, Carlena Gama, ações como essa engrandecem não só quem recebe, mas quem se propõe a ajudar. "Responsabilidade social é o que se espera de todos, para que efetivamente tenhamos um futuro melhor. Hoje foi um dia em que mais uma vez senti muito orgulho do meu clube, que com uma simples ação levou alegria e uma família de remistas, pais da pequena Dayane. Mais que levar um presente, levamos alegria e esperança de que ainda há muito o que se fazer”, acredita Carlena. 

O Leão Malino também esteve presente na ação, e por onde passava, fazia a alegria dos visitantes e pacientes da maternidade.

A bebê, além de levar um lindo kit para casa, agora será sócia-torcedora do clube, ganhou um plano anual Ferinha com direito a carteirinha e ter acesso a vários descontos e vantagens exclusivas do Programa Nação Azul.

Fotos: Samara Miranda/ Ascom Clube do Remo 



Voltar Imprimir

ÚLTIMAS

      NOTÍCIAS

Outros Esportes

Piloto do Leão corre em busca do pódio neste sábado

Futebol Profissional

Elenco azulino segue preparação para a final

Categorias de base

Clube do Remo é Campeão da GOCUP Taça Bronze Sub-8