REMO

 

É impossível referir-se ao Clube do Remo sem mencionar a origem fluvial e vencedora que teve a agremiação no início do século XX. Como nas demais modalidades, feitos inéditos e históricos também são contados no remo, como a primeira regata do Campeonato Paraense de 1972 que teve o Leão como vencedor de todos os dez páreos, somando um total de 120 pontos. A prova foi disputada na manhã do domingo 25 de junho de 1972 e contou ainda com a participação de Paysandu, Tuna Luso e Recreativa Bancrévea. Ninguém repetiu o feito até hoje.

 O remo sempre foi tradição no Clube, não à toa sua fundação foi graças ao esporte, que em 1905 era a paixão dos brasileiros. Um dos louros mais importantes da regata azulina veio no ano de 1934, com a conquista definitiva do troféu Lauro Sodré. Após uma disputa que durou 17 edições do Campeonato Paraense, o troféu desejado por Remo, Paysandu, Tuna e Recreativa ocupa hoje lugar de destaque na galeria da Sede Social azulina.

 Tempos também de reconhecimento onde os atletas sempre carregavam suas embarcações rodeando o gramado nos  momentos que antecediam os jogos de futebol. Conseguiam reconhecimento através de aplausos e pela rivalidade já muito forte entre Remo e Paysandu. Atualmente o Leão continua sendo o maior campeão das águas no Estado. Foi também na sede náutica que as primeiras funções administrativas do clube foram desenvolvidas.

 

A Sede Náutica do Clube do Remo, à beira da Baía do Guajará, onde tudo se iniciou.

 

Trófeu Lauro Sodré, uma das maiores conquistas

Dentre os vários trófeus conquistados pelo Clube do Remo nas mais diversas modalidades esportivas, o Lauro Sodré, sem dúvida, é o mais importante. Ele se constitui o orgulho do passado à atual geração remista, seu valor histórico é inestimável.

O trófeu mostra um gladiador defendendo uma mulher e seu filho, postados aos seus pés. Ele é todo em bronze, pesa 45 quilos, tem 60 centímetros de altura e 25 de largura e foi construído por Jaeger, na França.

Em 17 anos de acirrada disputa, nas águas da Baía do Guajurá, o Clube do Remo ganhou por 9 vezes a prova de yole a 4, a recreativa e a Tuna venceram três vezes e o Paysandu duas vezes. A sequência de anos e vencedores das regatas:
1917 - Remo
1918 - Remo
1919 - Recreativa
1920 - Tuna Luso
1921 - Remo
1922 - Tuna Luso
1923 - Remo
1924 - Recreativa
1925 - Recreativa
1926 - Remo
1927 - Paysandu
1928 - Paysandu
1929 - Remo
1930 - Tuna Luso
1931 - Remo
1932 - Não houve
1933 - Remo
1934 - Remo

Na primeira base do trófeu em frente e no meio, há uma placa de prata em que se lê a seguinte inscrição: 1917 - Campeonato Oficial de Remo do Estado do Pará.

Seguem-se as medalhas de ouro e de prata, representativa dos vencedores da prova de yole a 4, em cada temporada. Logo após veêm mais duas placas de prata. Na primeira lê-se: 6 de junho de 1931 - Arcino de Ponte e Souza, Saturnino Barrozo Porto, João Esmael Nunes de Araújo, Manoel silva Nunes de Araújo e Taumaturgo Maués. Na segunda placa está escrito: 18 de Setembro de 1933 - Arcino de Ponte e Souza, Saturnino Barrozo Porto, Manoel Silva Nunes de Araújo, Arthur Antunes Salgado e Taumaturgo Maués. Por fim, vemos uma placa de ouro, com os seguintes dizeres: 29 de Junho de 1934 - Arcino de Ponte e Souza, Saturnino Barrozo Porto, Manoel Silva Nunes de Araújo, Arthur Antunes Salgado e Taumaturgo Maués. Nestas três placas estão escritos os nomes das guarnições que tripulavam o yole a 4.

Como o remo foi campeão por três vezes seguidas, em todas utilizando o barco "Tuchaua", o clube obteve a posse definitiva do trófeu, a maior conquista já registrada nas raias da Baía do guajará, desde épocas passadas até os dias atuais.

TÍTULOS

 

Títulos Nacionais e Regionais

⭐ Campeonato Brasileiro de Jovens Talentos 2019

3° Four Skiff Feminino 🥉

1° Four Skiff Feminino Juvenil 🥇

2° Single Skiff Masculino Juvenil 🥈

3° Single Skiff Feminino Juvenil 🥉

 

⭐Bicampeão Copa Norte-Nordeste - Brasília 2018.

 

⭐Vice-campeão Copa Norte-Nordeste Salvador 2019.

 

⭐ 1 Copa Norte-Nordeste Belém 2015.

 

1 Troféu Lauro Sodré - 1934.

 Campeonatos Paraense de Remo - 1911, 1912, 1913, 1914, 1915, 1917, 1918, 1921, 1923, 1926, 1929, 1931, 1933, 1934, 1941, 1945, 1947, 1961, 1966, 1967, 1968, 1970, 1971, 1972, 1979, 1980, 1982, 1984, 1986, 1987, 1990, 1991, 1992, 1999, 2001, 2007, 2010, 2011, 2012, 2013, 2016 e 2018.

⭐ Campeonato Sulamericano de Valparaíso-Chile - 2008 - 1 ouro.

 

⭐ Campeonato Sulamericano de Florianópolis-Brasil - 2010 - 2 ouros, 1 prata e 3 bronzes.

 

⭐ Campeonato Sulamericano de Tigre-Argentina - 2011 - 2 ouros, 4 pratas e 1 bronze.

 

⭐ Campeonato Sulamericano de Mercedes-Uruguai - 2012 - 2 ouros, 3 pratas e 5 bronzes.

 

⭐ Campeonato Sulamericano de Concepción-Chile - 2013 - Ouro no Double Skiff.

NOTÍCIAS

      SOBRE REMO

Regata

Atleta azulino concorre ao Troféu Romulo Maiorana

Regata

Atleta azulino é eleito para comissão da CBR

Regata

Rei da Amazônia disputa Campeonato Paraense de Remo

Regata

Remadores azulinos comemoram resultados na 2ª etapa do Brasileiro Interclubes de Jovens Talentos