Meio século de Clube do Remo: Domingos Ferreira, a lenda viva da natação campeã

Por Tati Dias - Assessoria de Comunicação

Natação em 18/02/2018 Compartilhar

O ano era 1968, ainda jovem, um tanto talentoso, Domingos Ferreira foi trazido do seu estado natal (Amapá) para o Pará, mais precisamente para Belém. Raniere Maroja, então presidente do Clube do Remo na época, foi quem fez a descoberta, e que descoberta! Seria ele um dos maiores talentos da natação brasileira.

A dedicação o levou a conquistar excelentes resultados nas piscinas. Em 1970 Ferreira chegou à Seleção Brasileira de Natação e conquistou o 1º Torneio Brasil-Portugal vencendo os 100m borboleta e 1500m nado livre. A partir daí desconhecia derrota. Assumiu o posto de treinador da natação remista e em poucos anos desbancou a Tuna Luso, clube que era invicto nas águas paraense há 13 anos. Um feito histórico para o Leão.

Remo era líder no Pará e se tornou um celeiro de nadadores. Não demorou para formar atletas que chegaram à Seleção Brasileira Juvenil e Absoluto que conquistaram a Copa do Pacífico, o Multinations e Sul Americano, méritos, também, do incrível trabalho desempenhado pelo treinador em longos anos. Nas categorias de base da natação paraense foi destaque por competições em diversos estados como Rio de Janeiro, Recife, além de acumular inúmeros troféus Norte/Nordeste.

Ferreira não perdeu a humildade, é hoje coordenador técnico da natação campeã do Leão. Acumula, nada mais nada menos, que 274 títulos na carreira. Mas, quem pensa que ele parou por aqui, se engana. Ferreira pretende ainda trazer muitas conquistas para esse clube que tanto ama e de dedica diariamente.  

Comemoração

Em alusão aos 50 anos de dedicação, Domingos Ferreira ganhou uma festa à altura. Na noite da última sexta-feira (16) ex-atletas, comissão técnica da natação, diretoria remista e familiares do treinador se reuniram na sede social do clube para prestar a homenagem.  

Dono de um sorriso fácil, Ferreira não escondia a emoção a cada palavra dita por seus admiradores e colegas de trabalho. A festa teve direito a bolo personalizado, exposição dos inúmeros troféus, certificados e medalhas conquistados nesses 50 anos. Teve até grito de guerra entoado por seus atuais atletas das categorias de base.

“Nesse momento não tem como segurar a emoção. São vários anos, passou um filme na cabeça e ninguém é de ferro, e hoje foi difícil segurar as lágrimas. Foi toda uma formação dentro do Remo, são muitas conquistas e elas fizeram eu me revigorar. É uma satisfação imensa, olho pra trás e vejo que foram anos vitoriosos que enobrecem qualquer profissional”, disse Ferreira.

Para quem foi treinado e trabalhou ao lado do treinador por longos anos, não mede palavras ao falar de Ferreira. É o caso do atleta remista, hoje máster, André Pereira.  “Ele é um trabalhador incrível, não somente para a natação, mas para o Clube do Remo. Eu entrei aqui ainda jovem e tive a oportunidade de tê-lo como professor. Seja nas dificuldades ou nas glórias ele sempre se manteve firme e lutando. Não existem palavras para falar dele”, ressaltou Pereira.

O Presidente remista, Manoel Ribeiro, também se fez presente na festa de Ferreira e entregou uma placa em agradecimento e reconhecimento a Ferreira, e destacou o comprometimento do profissional todos esses anos. “É algo inédito, isso mostrar o amor que ele tem pelo nosso Clube, pois não é qualquer um que faz 50 anos como funcionário, pois foram tantos os percalços e ele superou todos. Ele é talvez, a pessoa mais profissional que nós temos no Remo hoje. Ele merece.” Enfatizou o comandante remista.  

Domingos Ferreira comemora 70 anos de vida no próximo dia 22 de fevereiro, e diz que o presente já foi antecipado.

Parabéns, campeão!

Fotos: Divulgação | Tati Dias - Ascom Clube do Remo



Voltar Imprimir

ÚLTIMAS

      NOTÍCIAS

Outros Esportes

Polo Aquático do Remo disputa a Seletiva Norte-Nordeste do Campeonato Brasileiro

Futebol Profissional

Com reforço, Remo relaciona 19 atletas para partida contra o ABC

Futebol Profissional

Vinícius pede atenção redobrada em partida fora de casa