Prontito e Mônica Rezende conquistam Troféu Romulo Maiorana

Por Samara Miranda - Assessoria de Comunicação

Esportes Olímpicos em 25/06/2021 Compartilhar

Dois grandes nomes do Clube do Remo conquistaram o Troféu Romulo Maiorana 2021. Este ano a votação foi diferente e concorreram apenas ex-atletas que tiveram destaque em suas categorias.

Pelo Leão, quem garantiu o troféu na categoria Remo, foi João Ribeiro de Jesus, mais conhecido como Prontito, um dos maiores remadores da história azulina. 

No currículo o remista acumula títulos e medalhas como campeão invicto em 10 provas – 10 primeiros lugares, campeão brasileiro pela seleção paraense, 1972, 15 anos invicto no single – skiff, tricampeão da Copa Norte de Remo (72,73 e 74), 1º lugar no single-skiff no Campeonato Brasileiro Master 2000, 13 primeiros lugares no Campeonato Paraense de 2000 a 2013, 13 primeiros lugares no Campeonato Brasileiro Master 2007 a 2014, heptacampeão Sulamericano de Remo Master 2011 a 2015, 2ª lugar no Mundial de Remo na Itália em 2013, hexacampeão Sulamericano de Remo Master.

No período de 1971 a 2015 são 11 primeiros lugares pelo Leão, sem contar os primeiros lugares master, de 2016 a 2019.

O atleta azulino chegou ao Remo com 19 anos de idade, hoje com 75, ainda segue competindo com a equipe remista até os dias atuais. "Eu agradeço a indicação pelo troféu e isso é muito gratificante. Este ano fiz 52 anos remando e é isso que faço desde o início da minha vida. Participei de várias competições nacionais e internacionais, e só pelo Leão tenho 24 títulos. Estou muito feliz principalmente em representar esse clube" disse."

Já na categoria Desportos Aquáticos, a ex-atleta de natação azulina, Mônica Rezende, garantiu o prêmio. 

A eterna rainha das piscinas, como é chamada, representou o Remo por 14 anos com muita dedicação e vitória. Mônica é campeã e recordista Norte-Nordeste e Paraense. "Uma honra muito grande em estar recebendo esse troféu. Em 1998 participei como madrinha dos Desportos Aquáticos. Esse ano com essa edição especial justamente está reconhecendo o mérito de atletas mais velhos. Estou muito honrada com esse prêmio," contou.

Mônica foi campeã em todas as categorias, entre 1980 e 1988, no Parazão. Conquistou o Norte-Nordeste de natação em todas as categorias no mesmo período. Campeonatos brasileiros, então, vieram entre 1980 e 1992. 

Integrou a Seleção Brasileira de Natação que participou dos Jogos Olímpicos de 1988, em Seul, Coreia do Sul - Obteve o Recorde Olímpico dos 50m Livre. Campeã e recordista absoluta Sul-americana (1983, 1985, 1986, 1988, 1989, 1990, 1991 e 1992).

Fotos: Ivam Henriques



Voltar Imprimir

ÚLTIMAS

      NOTÍCIAS

Natação

Clube do Remo realiza dia das ferinhas na sede social

Nota

Boletim Médico

Futebol Profissional

Remo decide em casa jogo das quartas de final da Copa Verde